compra coletiva dicas internet

Compras coletivas nova febre na internet. Confira as dicas!

 

 

Cada vez mais consumidores preferem comprar à distância, via internet. A rede, agora, vive a febre dos grupos de compras coletivas, que trazem ofertas tentadoras.

Victor Haikal, especialista em direito digital e direito do consumidor. “Esses sites têm o que o consumidor quer: preço. Mas têm obrigação de vender com qualidade”, ressaltou o advogado. É preciso estar atento pra não cair em furada.

Quem usa esse serviço tem que ficar atento também à página de pagamento da oferta, checando se opera em ambiente de navegação segura e se possui certificados digitais de segurança.

O advogado garantiu que o consumidor tem o total direito de ressarcimento. “Se anunciam mais do que podem vender, isso abre margem à indenização, porque estão fazendo uma oferta impossível”.

A primeira coisa que o cliente deve fazer é entrar em contato com o site que vendeu o produto para solicitar o valor empregado na compra de volta. Caso o site se recuse a devolver o investimento, o cliente pode procurar o Procon – para tentar fazer um acordo.Em casos mais graves, um juizado especial , para ingressar com uma ação judicial contra a empresa.

Nos casos de o produto chegar danificado às mãos do consumidor, o cliente tem os mesmos direitos que teria caso tivesse efetuado a compra em um estabelecimento, e deve entrar em contato com o site de compra. O consumidor pode exigir reparo do produto ou até mesmo um produto novo.

6 Dicas para não cair em roubada na hora da compra coletiva:

1- Busque indicações de outras pessoas que conheçam o site.
2 – Leia atentamente os termos do regulamento antes de aceitá-los e completar o cadastro
3- Cheque se a página de pagamento tem um símbolo de segurança que normalmente é um cadeado.
4- Verifique as limitações impostas antes de pagar. Coisas como as ressalvas ao uso do serviço com desconto (dia da semana, horário, validade etc.) devem ser informadas previamente
5- Verifique a prática da empresa em caso de desistência da compra. Por lei, as compras efetuadas via internet podem ter o “direito de arrependimento”, que garante ao consumidor o prazo de sete dias para exigir o cancelamento do serviço e a devolução do dinheiro sem prestar nenhuma justificativa
6- Toda empresa deve manter um canal de comunicação com o consumidor.

No restaurante:
1- Se o estabelecimento se recusar a receber o cupom, a empresa que intermediou a compra coletiva responderá pela recusa
2- Cabe ao restaurante cumprir as condições prometidas. Caso isso não ocorra, pode-se denunciá-lo aos órgãos defesa do consumidor.
3 – O valor do cupom (pago via internet) deve vir descrito na nota fiscal e ser abatido na hora do pagamento da conta. O voucher não tem valor fiscal

>

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>